topo
Casos Clínicos

FIMOSE

O QUE É FIMOSE?

     É a dificuldade ou impossibilidade de expor a glande (cabeça do pênis), porque o prepúcio (pele que recobre o pênis) tem um anel muito estreito. Aos 6 meses de idade somente 20% dos meninos já expõem totalmente a glande e aos 18 meses quase 90% não têm mais este estreitamento.

POR QUÊ AS CRIANÇAS TEM FIMOSE?

     O motivo mais comum são as assaduras (Dermatites Amoniacais) que causam inflamações (postites) e fibroses, deixando o anel prepucial mais estreito. Existem casos em que pais preocupados com o precoce descolamento fazem pequenos traumatismos que cicatrizam e acabam por causar uma fimose.

COMO PREVENIR A FIMOSE?

     A melhor prevenção é fazer a higiene perineal sem massagens ou exercícios forçados no prepúcio e tratando adequadamente as assaduras e as inflamações.

POR QUÊ AS CRIANÇAS COM FIMOSE PRECISAM OPERAR?

     Para permitir uma higiene adequada do pênis, diminuindo o risco de inflamações, infecções urinárias, doenças venéreas e câncer do pênis.

QUAL A IDADE PARA FAZER A CIRURGIA DA FIMOSE?

     Caso não haja infecções urinárias de repetição, com 18 meses a 2 anos de idade já é indicada a cirurgia. Até a faixa dos 9 anos pode ser feita utilizando-se a técnica do Plastbell, que é um anel plástico que diminui o tempo cirúrgico e tem um pós-operatório mais tranquilo. Na adolescência o pós-operatório é mais doloroso por causa das ereções frequentes e pela necessidade da cirurgia convencional.

Clique para ampliar!

COMO OS PAIS DEVEM AGIR?

     Em primeiro lugar devem procurar um CIRURGIÃO PEDlÁTRICO para Ihes dar orientações e explicar como é feita a cirurgia. Assim, vão se sentir seguros e transmitir esta segurança ao seu filho. Não devem esconder da criança que ela será operada pois o diálogo é o melhor caminho para a aceitação.

COMO É PROGRAMADA A CIRURGIA?

     O nome da cirurgia de Fimose é Postectomia e é realizada em internação de curto período (day-clinic). O Cirurgião deve solicitar exames pré-operatórios e aguardar a liberação do pediatra assistente. Em alguns casos pode ser solicitado o Risco Cirúrgico.

OS PAIS PODEM ASSISTIR À CIRURGIA?

     Durante o ato cirúrgico não é permitido a permanência dos pais para diminuir os riscos de infecção e evitar transtornos à rotina da sala cirúrgica.

    Na recuperação Pós-Anestésica os pais podem e devem permanecer ao lado da criança, tranquilizando-a e auxiliando-a na alimentação após estar bem acordada.

Clique aqui para ampliar!

A ANESTESIA É LOCAL OU GERAL?

     Muitas pessoas tem o hábito de dizer que a Anestesia é um "cheirinho" ou "nebulização", mas na verdade trata-se de um anestésico inalatório que caracteriza uma Anestesia Geral.

     Após o paciente "dormir" é feita uma anestesia local combinada à inalatória.

    Atualmente, fazendo-se um pré-operatório adequado, o risco de complicações anestésicas é inferior a 1 para cada 5.000 procedimentos.

COMO É O PÓS-OPERATÓRIO?

Quando é usado o Plasbell, as crianças voltam às suas atividades escolares de 3 a 5 dias após a cirurgia, mas com a recomendação de evitar exercicios fisicos ou atividades que possam ocasionar traumatismos no pênis.

©Dr. Marco Daiha. Todos os direitos reservados.                                        por  Julio Gois